Timon

Acusada admite que levou adolescentes de Uber para serem executadas em Timon

22/07/2021 16:16

A mulher trans presa na manhã desta quinta-feira (22), identificada como Williane Bolinha, de 21 anos, confessou durante depoimento que foi a responsável por levar as adolescentes Joice Ellen, de 15 anos, e Maria Eduarda de 17, para serem assassinadas em Timon. 

De acordo com a polícia, Bolinha como é conhecida, pediu um carro por aplicativo, que foi pago pela facção, com o objetivo de levar apenas a adolescente Eduarda, até o local da execução, mas como Joyce estava junto, foi convidada para ir também. 

Bolinha criou a história de que iriam para um sítio beber, mas na verdade levou as adolescentes direto para o Tribunal do Crime. Por ser mulher trans, a réu confessa faz parte dos quadros femininos da facção Bonde dos 40 de Timon. 

Ainda de acordo com o depoimento, bolinha conhecia Eduarda, pois moravam no mesmo bairro, e assumiu ter roubado os brincos de ouro que Joyce usava no dia do crime, e as roupas de Eduarda. Além de ter ajudado a enterras as adolescentes. 

Com a prisão de Bolinha, oito pessoas das identificadas como participantes do crime bárbaro  já foram presas, iniciando com a captura no Rio Grande do Sul da que seria a ‘Chefe de Disciplina’ , identificada como ‘Japa’.



Fonte: Portal R10.com



Comentário




Copyright © Portal Destaque do Maranhão

Desenvolvido por: