Boa tarde, 19 de agosto de 2022
Desque do Maranhão
PUBLICIDADE

O que se sabe sobre o homem agredido e morto dentro de supermercado no Maranhão

Publicado em: 27/06/2022 04:33

No dia 12 de junho de 2019, um homem, identificado como Darlon Oliveira dos Santos, de 27 anos, foi agredido até a morte por funcionários do supermercado Mateus, no bairro da Cohab, em São Luís. Tudo foi gravado por câmeras de segurança.

Nas imagens, às 23h58, Darlon aparece sem camisa na companhia de um segurança e outro homem. Ele leva vários tapas e socos do segurança, até que cai no chão. Depois, outros funcionários chegam para imobilizar o rapaz.

O segurança retira algumas cordas do uniforme, aparentemente para amarrar o jovem, que resiste. Darlon então é arrastado pelos funcionários e pelo segurança da loja.

Vários funcionários do supermercado aparecem na cena, em cima da vítima, que já parecia estar imobilizada. Em determinado momento, Darlon volta a se debater no chão, os funcionários se amontoam sobre ele e, logo em seguida, ele aparece já sem movimentos.

Ao todo, foram dez minutos de agressões e algumas pessoas aparecem para checar se a vítima ainda havia pulso e depois, tiram fotos. Darlan morreu no local. De acordo com a Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MA), ele era casado e tinha três filhos.

VEJA A NOTA DO GRUPO MATEUS:

"A invasão ocorreu em 2019, quando a loja já estava fechada. O laudo emitido pelo IML comprova que não houve tortura ou asfixia do invasor decorrente de ação humana. O seu exame toxicológico comprova, ainda, o uso de cocaína, confirmando o parecer emitido pelo SAMU no dia do ocorrido, 12 de junho de 2019, à 00h33, que apontou overdose. Seguimos colaborando com as autoridades para o esclarecimento dos fatos".

VEJA NA ÍNTEGRA A NOTA DA DEFESA DE DARLON OLIVEIRA:

Em relação à nota emitida pelo Grupo Mateus, a defesa de DARLON OLIVEIRA DOS SANTOS, se manifesta nos seguintes termos:

1. Em primeiro lugar, cumpre mencionar e ressaltar, que as imagens mostram de forma clara, que DARLON OLIVEIRA DOS SANTOS, foi espancado até a morte dentro do SUPERMERCADO MATEUS;

2. O Exame cadavérico acostado ao inquérito, traz o seguinte apontamento: (...) No entanto, as sufocações também figuram como outra causa importante de hipóxia. As lesões cervicais, sugilações do lado direito e esquimose em barra do lado esquerdo, falam a favor de sufocação direta por contrição cervical, estrangulamento tipo “mata leão”.” (...)

3. O exame complementar, acostado às fls. 46 do inquérito policial n.º 48/2021-DHN/SHPP, CONCLUIU PELA NÃO DETECÇÃO DA PRESENÇA DE PRAGUICIDA E FÁRMACOS EM AMOSTRA DE FÍGADO, BEM COMO A AUSÊNCIA DA PRESENÇA DE FÁRMACOS EM AMOSTRA DE CÉREBRO;

4. Soa estranho, que os funcionários do SAMU apontem overdose como causa da morte, sem a realização de qualquer exame clínico;

5. Outrossim, as informações do laudo cadavérico apontando sufocação direta por “mata leão”, aliada às imagens do circuito interno fornecidas pelo próprio supermercado, não deixam dúvidas, que o óbito ocorreu por causas humanas;


Fonte: G1 MA


Comentários









Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.


Desenvolvido por:
c2 tenologia web